IMPRENSA
11 de abril de 2019 - 11h56

A- A A+

Sindipan RO faz apelo aos parlamentares em defesa do Sistema S

Sensibilizar os parlamentares da bancada Federal da Câmara dos Deputados, em Brasília, com o objetivo de minimizar os cortes planejados pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, no Sistema S formado pelo Serviço Social da Indústria (Sesi); Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac); Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar); Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop); e Serviço Social de Transporte (Sest) e da importância das instituições que compõem o Sistema S para a indústria e economia brasileira.

 

A visita aos parlamentares foi feita por três grupos formados por presidentes de Sindipan de 24 estados, dentre eles, o do Sindicato das Indústrias da Panificação de Rondônia (Sindipan-RO) e vice-presidente de Assuntos Sociais da Fiero, José Balbino Nascimento. “Estivemos no Congresso Nacional, onde fomos recebidos por dez parlamentares representantes dos estados do Ceará; Pernambuco; Santa Catarina; Minas Gerais; Amazonas; Rio Grande do Sul, dentre outros”, disse.

 

De acordo com o presidente do Sindipan-RO, foi solicitado aos parlamentares, que antes da votação por cortes no Sistema S, ouvissem os empresários beneficiados pela qualificação e formação de profissionais para a indústria brasileira. “Também pedimos apoio para os projetos de interesse do segmento da panificação”, disse.

 

Balbino afirma que defende o Sistema, defende Sesi e Senai, pois são instituições fundamentais para o fortalecimento da indústria nacional. “Sesi e Senai, lembra o líder sindical, são responsáveis pela formação de milhões de trabalhadores e jovens através da educação básica e da educação profissional, cuja metodologia tem reconhecimento mundial”, pontua. 

 

O Sindipan-RO também participou da Rodada 2019 de Intercâmbio de Lideranças Setoriais da Indústria, articulada pela equipe do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) e Conselho de Assuntos Legislativos (COAL), da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O encontro aconteceu em Brasília, nos dias 8 e 9, com a participação de 30 sindicatos da Panificação. A Rede Sindical da Indústria da Panificação foi a primeira a se reunir, nos dias 8 e 9, tendo a Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (FINDES), como interlocutora da Rede desse setor, e da Associação Brasileira da Indústria da Panificação (ABIP).

 

De acordo com o líder sindical, os participantes do Intercâmbio discutiram os desafios e as oportunidades do cenário sindical e, em especial, do processo de negociação coletiva. Também foram alinhados posicionamentos sobre reformas tributária e previdenciária, defesa do Sesi e Senai e proposições de interesse do setor da panificação. “O encontro foi produtivo, pois tivemos a oportunidade de debater temas como negociação coletiva pós reforma trabalhista. Conhecemos algumas boas práticas do Rio Grande do Sul, que aliás, poderemos adotar no segmento, assim como ótimas ideias voltadas à sustentabilidade sindical", destaca. 

 

O Intercâmbio de Lideranças Setoriais é uma das ações do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) e conta com o apoio do Sebrae Nacional. Até novembro, serão realizadas reuniões de outros 13 setores industriais. O calendário completo já foi divulgado às federações.

 

Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero

 


Mais notícias

Expectativa é que a Feira de Gastronomia integre o calendário de eventos, diz vice-presidente do Sindipan-RO

Vice-presidente do Sindipan-RO destaca empenho dos organizadores da Feira de Gastronomia

Evento voltado à gastronomia e negócios inicia nesta quarta-feira, 5, na capital

Indústria só sairá da recessão com reformas estruturais, avalia CNI