IMPRENSA
22 de novembro de 2019 - 12h42

A- A A+

Mundo SENAI promove imersão no mercado de trabalho

A Escola SESI/SENAI Lagoa, desde ontem, 21, está de portas abertas para a visitação de estudantes. É mais uma edição do Mundo SENAI que promove dois dias de palestras, workshops, visitas a laboratórios e oficinas, e minicursos gratuitos. O evento também evidencia a inovação, a tecnologia e as novas profissões do mercado de trabalho e apresenta o portfólio de cursos da instituição em Rondônia.

 

No primeiro dia, o SENAI Lagoa recebeu mais de mil jovens estudantes de escolas locais, dentre elas, Orlando Freire, Rio Branco e Araújo Lima e também do SESI. Nesta sexta-feira, 22, último dia do evento, a escola está recebendo mais alunos.

 

O objetivo do Mundo SENAI é despertar o interesse das pessoas pelo mundo da indústria e mostrar a moderna infraestrutura que o SENAI oferece em educação profissional e tecnologia. A afirmação é do coordenador de Educação SESI/SENAIIEL-RO, Jair Coelho. “Durante dois dias, os estudantes vivenciam na prática, atividades relacionadas ao mundo do trabalho e das profissões, e identificando oportunidades de carreira na indústria, que os ajudará na escolha de uma profissão”, relata.

 

Coelho defende que a interação com parceiros, instrutores e alunos que a iniciativa proporciona, é fundamental, pois oferece orientação e apresenta os cursos técnicos disponíveis no estado. “Estamos inseridos e preparados para a quarta revolução industrial, o atual momento exige profissionais com novas habilidades e competências, bem como tecnologias mais complexas”, frisa.

 

Segundo a coordenadora Pedagógica da escola SESI/SENAI/IEL Lagoa, Juliane Loubach, a proposta da edição 2019 do Mundo SENAI é trabalhar atividades voltadas para a imersão no mercado de trabalho. Estão sendo ministradas oficinas de cupcakes natalinos com o professor de Panificação do SENAI-RO, Cleiton Guimarães. Oficina de Desenho de Moda, pois em 2020 será disponibilizado o curso de Costureiro Industrial e ainda Customização de roupas.

 

“Os alunos, principalmente do Ensino Médio, que estão entrando no mercado de trabalho, aprendem a fazer seu currículo e teste vocacional. Como parte da programação, a turma de marcenaria está expondo seus trabalhos. À tarde, o coordenador do curso de Direito da Universidade Católica, professor Stênio Castiel vai falar sobre crimes cibernéticos, para alunos do curso técnico em Redes, do Novo Ensino Médio. Outro atrativo do evento, é a Robótica do SESI, que atrai muito a atenção dos jovens, dentre outras atividades”, explica Juliane.

 

A coordenadora destaca que os alunos da aprendizagem do SENAI estão auxiliando os instrutores e recebendo os visitantes. “Além desta programação variada, estamos mostrando a escola para a comunidade estudantil”, finaliza.

A instrutora do SENAI-RO, Gisele Cintra, ministrante de palestra sobre orientação profissional no teste vocacional, explica que está orientando os estudantes sobre mercado de trabalho e falando da importância da escolha certa da profissão.

 

Cássia Rejane Morais, aluna do Ensino Médio da escola Orlando Freire, contou que essa é a segunda vez que visita o Mundo SENAI e está gostando muito, fazendo anotações e tem interesse de fazer um curso do SENAI. Já os estudantes Rogério Farias e Adalberto Gomes, ambos do colégio Rio Branco, estão participando pelo interesse em robótica do SESI e conhecer os cursos que o SENAI oferece na área da informática.

 

Em Rondônia participam as unidades Cetem (Distrito Industrial) e Lagoa (avenida Rio de Janeiro), localizadas em Porto Velho. As atividades também são realizadas nas unidades do interior do estado - Ariquemes, Cacoal e Vilhena. No SENAI de Ji-Paraná o evento aconteceu nos dias 20 e 21, devido ao feriado municipal do dia 22, aniversário daquela cidade.

 

 

Assessoria de Comunicação Social FIERO

 


Mais notícias

Reunião estreita laços entre SESI, SENAI e ACIJ

Evento do SENAI evidencia inovação, tecnologia e as novas profissões do mercado de trabalho

SENAI RO conclui mais uma turma de Jovem Aprendiz

Tributação sobre a renda das empresas brasileiras é uma das mais elevadas do mundo