IMPRENSA
06 de janeiro de 2020 - 16h41

A- A A+

Quais foram os 10 cursos mais buscados em 2019

Os favoritos da população brasileira foram Eletrotécnica, Eletromecânica e Mecânica esse ano. Mais de 100 mil matrículas foram contabilizadas apenas nesses dez cursos

O mercado de trabalho não para de exigir conhecimento dos profissionais - de quem já está empregado e de quem quer uma oportunidade. O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) acompanha as transformações do mundo profissional. A instituição oferece mais de 300 cursos em todo o país, nas mais de mil unidades fixas e móveis, e também na educação a distância.

Uma das modalidades da instituição é o ensino técnico, quem tem duração mais curta e enfoque maior em aulas práticas do que um curso superior tradicional. Em 2019, apenas nos dez cursos mais procurados da instituição, foram mais de 100 mil matrículas.

Saiba quais foram os cursos mais pops do ano e, de quebra, conheça a média de salário de quem tem essa qualificação.   

1. Eletrotécnica

No curso técnico em Eletrotécnica, que dura em média um ano e meio o aluno aprende a projetar, instalar e operar sistemas elétricos e equipamentos seguindo as normas técnicas. Depois de formado, ele poderá trabalhar em empresas de geração, distribuição de energia elétrica e de telecomunicações. Sua tarefa é garantir o bom funcionamento dos sistemas elétricos industriais, prediais, residenciais e de infraestrutura. Média salarial de R$ 4.888.

2. Eletromecânica

O aluno desse curso aprende a instalar, montar e realizar manutenção de sistemas, máquinas e peças de equipamentos eletromecânicos, como em empresas de manutenção e automação industrial, empresas de refrigeração, de informática e entre outros. Ao concluir o curso, que tem duração média de um ano e meio, o aluno pode atuar em diferentes setores da indústria como em linhas de produção automatizadas, aeroespaciais, automobilística, entre outros. Média salarial de R$ 4.779.

3. Mecânica

O Técnico em Mecânica exerce atividades relacionadas à construção, montagem, manutenção e reparos de equipamentos que funcionam mecanicamente. No curso do SENAI, que tem duração média de um ano e meio, o aluno aprende sobre o controle e o planejamento dos principais processos dessa produção mecânica. Esse profissional pode trabalhar em indústrias de artigos de borracha e plástico, empresas que fabricam instrumentos médico-hospitalares, indústrias de material de transporte. A média salarial é de R$ 4.535.

4. Automação Industrial

No curso de Automação Industrial do SENAI, o aluno estuda assuntos relacionados à alta tecnologia aplicados na produção industrial. Além de aprender sobre sistemas de automação como sensores, redes, robôs e vários outros. Ao concluir o curso, que tem duração média de um ano e meio, o mercado de trabalho para esse profissional engloba diferentes setores da indústria que fazem uso da automação no processo produtivo. Média salarial de R$ 9.653. 

5. Manutenção Automotiva

Nesta área, o aluno adquire conhecimentos relacionados à manutenção e reparo de carros e demais veículos automotivos. A duração média do curso é de um ano e meio. O aluno será capaz de identificar problemas tanto mecânicos quanto eletrônicos, além de  conhecer peças e ferramentas, com a finalidade de propor soluções para os problemas apresentados. O mercado para o técnico em Manutenção Automotiva abrange as montadoras de veículos, concessionárias, oficinas mecânicas, por exemplo. Média salarial R$ 2.054.

6. Segurança do Trabalho

O curso nessa área de aprendizado tem duração média de um ano e meio e qualifica o profissional sobre ações preventivas para garantia da saúde e segurança, de trabalhadores de várias áreas da indústria. O aluno aprende técnicas de identificação, avaliação e controle de riscos. Também entende como investigar, analisar acidentes e recomendar medidas de prevenção. O técnico em Segurança no Trabalho está capacitado a exercer a função em indústrias, hospitais, construção civil, aeroportos e outros locais. Média salarial de R$ 3.707.

7. Mecatrônica

No curso técnico de Mecatrônica, que tem duração média de um ano e meio, o aluno está apto a elaborar projetos, instalar, realizar programação, medições e testes em equipamentos automatizados e robotizados. As principais áreas de atuação desses profissionais são indústrias com linhas de produção automatizadas, aeroespaciais, automobilística, empresas integradoras de sistemas de automação industrial, fabricantes de máquinas e equipamentos robotizados. Média salarial de R$ 4.587.

8. Eletroeletrônica

O profissional de Eletroeletrônica é capaz de projetar, construir e reparar equipamentos automatizados, além de programar aparelhos e sistemas autômatos e robóticos. O curso do SENAI tem duração média de um ano e meio. Após se formarem, esses profissionais estarão aptos a trabalhar em diversos ramos da indústria como em linhas de produção automatizadas, aeroespaciais, automobilística, metalomecânica e plástico. Média salarial de R$ 2,996.

9. Administração

Neste curso, o estudante aprenderá como ser um gestor. Executar atividades administrativas e coordenar equipes em atividades correlatas, no nível operacional, dos setores de produção e serviços é um dos conteúdos ensinados nesse curso. Ao concluir, o profissional pode atuar em empresas e organizações públicas e privadas voltadas para marketing, recursos humanos, logística, finanças e produção. Média salarial de R$ 4.121.

10. Edificações

O curso do SENAI nesta área dura em média um ano e meio e oferece conhecimentos para que o aluno seja capaz de criar, desenvolver, executar e coordenar projetos de obras civis, como edifícios, aeroportos, ferrovias e várias outras. Além disso, o estudante aprende a supervisionar a execução de edificações e planejar obras, seguindo as normas técnicas, de segurança e saúde do trabalho e legislações específicas. Média salarial de R$ 3.857.


SAIBA MAIS - 
Acesse o site do Mundo SENAI e confira mais informações sobre os cursos acima como a média salarial e a grade curricular. Além disso, você pode procurar outros cursos, saber em qual unidade tem vagas abertas e montar o currículo em três formatos diferentes. 


Mais notícias

SENAI RO, entre os vencedores pelo terceiro ano consecutivo do Edital Nacional “SENAI Lab Nível II”

SENAI abre edital de credenciamento para empresas rondonienses

SENAI ajuda a nacionalizar produção de ventiladores pulmonares

SENAI, Bio-Manguinhos e Diklatex desenvolvem tecido que neutraliza o coronavírus