IMPRENSA
26 de novembro de 2018 - 11h03

A- A A+

Balé do Sesi empolga o público com espetáculo cômico, em sua 28ª edição

A Academia de Dança do Sesi, em edições anteriores, apresentou versões de clássicos como Lago dos Cisnes, Giselle, Quebra Nozes, sempre obtendo a aceitação e o aplauso do público. Nesta 28ª edição, realizada sábado, 24, na quadra de esportes da escola Sesi-Senai da Rio de Janeiro – bairro Lagoa, em Porto Velho, a Mostra trouxe o balé de repertório La Fille Mal Gardée, com coreografia da professora Rita Nascimento e a participação de mais de 90 bailarinos. Além do tradicional balé de repertório, houve apresentação de jazz, clássico livre e baby balé com o número “Cantando na Chuva”.

 

La Fille mal gardée - que pode ser traduzido como “a filha mal criada” – é um clássico balé cômico em três atos e três quadros. É o mais antigo no repertório atual dançado nos teatros e originalmente concebido e coreografado por Jean Dauberval, um importante coreógrafo do século XVIII. A história é simples. Dois jovens camponeses — Lise e Colas estão apaixonados, mas a mãe da garota está decidida a casar Lise com o filho de um fazendeiro rico, se dedicando a vigiar a filha para que ela não se aproxime demais de Colas.

 

A coreografia é uma das mais tradicionais do repertório clássico, tendo sido recontada e refeita inúmeras vezes, por diversas companhias e coreógrafos. Afirma a professora e coreografa Rita Nascimento: “desta vez foi o Sesi que apresentou sua versão. A reação do público foi positiva, aplaudiu e riu muito das peripécias mostradas durante a apresentação deste balé cômico e a atuação dos nossos bailarinos foi impecável, coroando de êxito meses e meses de dedicação aos ensaios”, reiterou.

 

Para o coordenador de Educação Sesi-Senai-IEL, Jair Coelho, foi uma apresentação excelente, assim como a receptividade do público. “A excelência com que o Sesi-Senai e IEL realizam seus eventos ressoa positivamente tanto interna como externamente, desta forma fortalecendo ainda mais os laços da instituição, alunos, família e público em geral”, exultou. 

 

A professora e coreografa Tácia Barreto explica que os alunos vêm ensaiando desde julho para chegar bem no espetáculo, com muita dedicação de todos. “É gratificante ver a ótima receptividade do público que se divertiu com este balé engraçado, alegre e bonito. Nossas bailarinas e bailarinos estão de parabéns”, falou.

 

De acordo com a gerente da escola Sesi-Senai Lagoa, Fabiana Amaral, “ao completar 28 anos de trabalho, a academia de dança do Sesi reforça o compromisso com Rondônia e com o desenvolvimento e fomento das múltiplas expressões culturais, especialmente a dança, que também contribui para a promoção da qualidade de vida de nossos alunos, amigos e parceiros”, pontuou.

 

A psicóloga Giselle Castro não poupou elogios ao espetáculo e falou da emoção de ex-bailarina ao assistir à apresentação da filha Clara de Castro, homenageada por sua classificação para a seletiva final do Bolshoi, ficando entre as 80 melhores. “O Sesi prepara muito bem seus bailarinos e todos estão de parabéns pelo belíssimo espetáculo”, finalizou.

 

O evento contou com a presença dos conselheiros Sesi-Senai, Maurício Vaz (Superintendente do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE-RO) e Goreth Reis (representante do Instituto Federal de Rondônia – Ifro-RO), do 2º diretor secretário da Fiero, José Carlos de Moura Lopes, dentre outros convidados.

 

Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero

 


Mais notícias

Alunos do Sesi Vilhena ressaltam Torneio Nacional de Robótica como excelente oportunidade de adquirir conhecimento

Sesi Vilhena fica entre as 20 melhores na etapa nacional do Torneio de Robótica

Alunos do Sesi Vilhena participam de Torneio de Robótica no Rio, até segunda

Sesi reúne profissionais para debater inteligência artificial na saúde