IMPRENSA
06 de setembro de 2019 - 12h04

A- A A+

Educação 4.0 e Metodologias Ativas de Ensino são temas de workshop para professores Sesi e Senai


 

Temas como integração entre as metodologias ativas de ensino, a Cultura Maker, os processos colaborativos de aprendizagem, o desenvolvimento das competências socioemocionais e as tecnologias educacionais emergentes para o planejamento e a execução de aulas mais inovadoras e atrativas para discentes e docentes, foram apresentados e discutidos no workshop Educação 4.0 e Metodologias Ativas de Ensino, tendo como público alvo professores do Sesi e Senai.

 

O workshop aconteceu nesta quinta-feira, 5, no salão de convenções da Fiero, ministrado pelo professor e consultor especialista em Metodologias ativas de ensino e designer de atividades educacionais na Beenoculus, José Motta Filho, que dividiu o workshop em dois momentos. Primeiro, a palestra “A Educação para um Mundo Exponencial” e na sequência, ministrou três oficinas explorando as Metodologias Ativas de Ensino, Cultura Maker, do Steam e dos processos colaborativos e ativos de aprendizagem. Professor Marcos Souza, do Departamento Nacional de Brasília está acompanhando o professor Motta nesta jornada por todas as capitais.

 

Professor Motta fez uma reflexão inicial sobre a nova onda de educação que está chegando nas escolas, que é saber lidar com tecnologia e ao mesmo tempo entregar algo humano para o aluno. “Para isso trouxe para os professores do Sesi-Senai, metodologias ativas de ensino e trabalhamos quatro métodos ou estratégias para que o professor possa planejar aulas diferentes com os alunos”, disse.

 

Através do mapa da empatia, Motta fez os professores se colocarem no lugar dos alunos, para que ao entender mais este aluno, possa preparar uma aula melhor. “O professor vai usar a ferramenta do Design thinking (pensamento do design), que muitas instituições que prestam serviços usam para esmiuçar melhor seu produto antes de entregar a primeira versão para o cliente”, explica.

 

Depois, o consultor passou para o Moonshot Learning. “É um jeito de lidar com os alunos baseado num discurso de John Kennedy, de 1962, em que ele disse para a população norte americana que, eles não tinham combustível, materiais e pessoas, mas queriam chegar na lua. E esse sonho impossível demorou sete anos para acontecer. É uma forma de desafiar os professores a perguntar qual o sonho impossível, o que quer fazer com seu aluno que parece impossível, mas na verdade, através da estratégia, é possível”, pontua.

 

Por fim, apresentou a aprendizagem baseada em Team Based learning, que veio um pouco da estrutura de treinamento de empresas e que desembarcou nas salas de aula do mundo inteiro e tem sido um excelente processo de aprendizagem.

 

Motta falou da gratidão e alegria ao ver o Sesi e Senai abrindo as portas para as inovações educacionais, que se pratica em alguns lugares do mundo há muito tempo. “Fico feliz, porque quero ver a educação do meu país crescer e como eu sei que Sesi e Senai têm estrutura e pessoas talentosas, as possibilidades são incríveis e as chances de dar certo são enormes”, finaliza.

 

Segundo o superintendente do Sesi-IEL e diretor regional do Senai-RO, Alex Santiago, o mundo está mudando e a educação também. “Os profissionais da área devem estar preparados e atualizados para lidar com uma geração que tem novas formas de pensar e aprender. As tecnologias educacionais são um meio para potencializar estratégias e práticas de ensino de vanguarda e engloba um elenco de equipamentos, aplicativos e portais que podem ser usados em processos educacionais”, pontua.

 

Na análise da coordenadora Pedagógica da Escola Sesi-Senai-IEL Lagoa, Juliane Loubach, “o Workshop Educação 4.0 foi de extrema importância para nossa prática pedagógica e docente, visto que a inserção de Metodologias Ativas na rotina escolar irá contribuir para o dinamismo das aulas e consequentemente para melhores resultados”, comenta.

 

A pedagoga Tatiana Botelho, da Escola Sesi-Senai-IEL Lagoa lembra que as tecnologias educacionais e metodologias ativas estimulam os alunos a produzirem suas pesquisas, produtos e projetos. Ela afirma que estas novas metodologias podem ser aplicadas em toda a jornada de ensino, desde educação infantil, até o ensino superior.

 

A técnica em Educação, Marcela Vieira, do Senai-RO, também falou da importância de fomentar e inspirar a equipe de docentes e pedagógica das Escolas Sesi-Senai, estratégias pedagógicas de inovação alinhadas com o perfil de alunos do momento atual. Marcela complementa dizendo que “o avanço tecnológico, praticamente nos obriga a termos perfil criativo e inovador ao adotar ações e estratégias pedagógicas que atendam esta geração que clama por uma educação com desafios práticos e conectados com as metodologias ativas”, argumenta. Ela elogiou a didática do professor Motta. “A dinâmica foi fantástica e a imersão plena na prática das metodologias ativas foi estimulante. Estou bastante confiante que iremos aplicar na rotina das salas de aula tudo que aprendemos”, afirma.

 

Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero

 

 

 

 


Mais notícias

Alunos da Escola Sesi-Senai-IEL de Pimenta Bueno participam do projeto Sistema Monetário

Aluna da Escola Sesi-Senai-IEL de Cacoal é destaque na fase estadual do Joer 2019

Sesi RO adota metodologia inovadora para resolver desafios em SST nas indústrias

Escola Sesi-Senai-IEL Pimenta Bueno participa da primeira fase da Olimpíada Nacional de Ciências 2019