IMPRENSA
08 de novembro de 2019 - 12h23

A- A A+

Promoção de Saúde Bucal na Indústria é o desafio para os participantes do Hackathon SESI health tech 2019


 

O Hackathon é realizado com base num desafio ou dilema vivido por uma empresa, que chama pessoas da comunidade, da tecnologia e inovação para desenvolver soluções para este problema. Na área de Saúde e Segurança no Trabalho – SSI, o SESI realizou alguns eventos do gênero na área da saúde pelo Brasil, mas nunca com o tema voltado à Odontologia.

 

“Sendo um produto forte do SESI, resolvemos fazer um Hackathon com o tema Promoção de saúde bucal na indústria, o primeiro no país com essa temática voltada à odontologia”. A afirmação é do coordenador Estadual de Saúde e Segurança na Indústria, Victor Hugo Ribeiro.  “O desafio é como aproximar o trabalhador da indústria a Odontologia do SESI? Este é o desafio maior, pois as equipes vão criar as soluções sempre buscando atender essa demanda”, argumenta.

 

Hackathon costuma ser diversificado. Quanto mais multidisciplinar, melhores são as soluções criadas. Estão participando dentistas, alunos do SESI e SENAI – cada grupo conta com um aluno, marketing, programação, gestão, engenheiros. O evento iniciou hoje, das 8 às 22 horas e terá continuidade no sábado, 9, das 8 da manhã às 18 horas.

 

Abrindo os trabalhos, neste primeiro dia, 8, os participantes receberam informações para se aprofundarem no desafio e em seguida colocaram a mão na massa e começaram a pensar nas soluções. No segundo dia, 9, eles criarão um protótipo desta solução e apresentarão para a comissão julgadora, que vai eleger os três melhores projetos.

 

Ribeiro explica que cada grupo terá três minutos para sua apresentação com as funcionalidades da solução, qual os benefícios que esta solução vai trazer, neste caso para o trabalhador da indústria e para o SESI. As soluções serão julgadas através de critérios como inovação, o impacto que poderá causar nas indústrias, viabilidade.

 

Segundo o coordenador Estadual de Saúde e Segurança na Indústria, o que fica deste Hackathon para o SESI é o aprendizado. “O SESI vai contar com uma gama de projetos e vai saber qual caminho deverá seguir para aproximar a odontologia do trabalhador da indústria. A entidade não vai ganhar solução, pois pertence ao grupo que produz, mas vai ganhar aprendizado”, finaliza.

 

A maratona envolve dez equipes de seis participantes que buscarão soluções tecnológicas para o desafio central do evento: como podemos utilizar a tecnologia para que o trabalhador da indústria de Rondônia tenha maior acesso a odontologia do SESI e possa usufruir dos seus benefícios? Cada grupo participante será desafiado a encontrar soluções digitais a partir do tema proposto. A solução a ser desenvolvida pelos participantes terá, necessariamente, que atender as necessidades do trabalhador da indústria rondoniense no tocante ao acesso aos serviços de odontologia do SESI.

 

Assessoria de Comunicação Social da FIERO

 


Mais notícias

Hackathon SESI Health Tetch supera expectativas

SESI Lagoa promove aulão do Enem

Promoção de Saúde Bucal na Indústria é o tema da edição 2019 do Hackathon SESI health tech

Escola SESI de Vilhena classificada para a etapa regional de torneio de robótica