IMPRENSA
21 de maio de 2020 - 15h45

A- A A+

Mães destacam uso de tecnologia na aprendizagem pelo SESI

A metodologia de ensino da Rede SESI de Educação, a interação e integração da família, a adoção de ferramentas tecnológicas têm sido alguns dos elementos para o sucesso do aprendizado dos alunos. Partindo do princípio que a educação não é apenas responsabilidade da escola e muito menos restrita aos muros da instituição, o SESI, através de sua equipe pedagógica e em parte à parceria com a família dos alunos, está superando os desafios no atual cenário de isolamento social, que resultou na paralisação das atividades escolares presenciais.


A administradora Vilma Valadão Fantin, mãe de três filhos, dos quais, dois estão no SESI desde a pré-escola, afirma que a escola tem sido muito eficiente e agiu rapidamente logo que foi decretada a paralisação das atividades escolares, incrementando o sistema de ensino virtual e dando sequência ao conteúdo da grade curricular. “Isso sem falar na capacitação dos professores para essa nova realidade, assim como todo o direcionamento para pais e alunos e acompanhamento através de grupos de WhatsApp. Esse dinamismo do SESI e de toda a equipe pedagógica tem feito a diferença no aprendizado dos meus filhos e demais alunos, neste momento de isolamento social”, elogia.


Vilma fez questão de mencionar que nenhuma tecnologia substitui o professor em sala de aula, mas diante na atual realidade, o SESI através das aulas online tem contribuído muito para a continuidade do aprendizado dos alunos. “Vejo meus filhos conectados e interagindo com os professores, que estão seguindo o cronograma curricular da escola. Os professores estão à disposição para sanar dúvidas, as aulas online têm a duração das aulas normais e a escola tem dado todo suporte”, disse.


Ainda segundo Vilma, foram vários motivos para escolher o SESI para seus filhos estudarem. O mais importante é a metodologia inovadora de ensino. Também destacou como outro ponto positivo o acolhimento e a integração escola, aluno e família.


Segundo a coordenadora Pedagógica do colégio SESI-SENAI-IEL de Vilhena, Aline Luciana de Souza, o projeto do SESI Vilhena sempre envolveu a tecnologia, principalmente para alunos do ensino médio, que têm uma plataforma especifica chamada Geekie. “Hoje estamos utilizando as ferramentas Minecraft, e os professores foram capacitados antes do isolamento. Sempre houve essa disponibilidade de tecnologia, pois os alunos do SESI são tecnológicos”, explica.


No ponto de vista de Maria Oliveira, servidora pública, que atua na área da educação há mais de 20 anos e mãe de uma aluna que estuda no SESI Vilhena, o colégio foi rápido na organização da sistemática do trabalho com as aulas online. Ela disse que está gostando e também citou que o professor em sala é insubstituível, mas os recursos tecnológicos e metodológicos, neste momento inesperado, têm sido eficazes, e trazendo algo novo para pais e alunos, principalmente na questão da autonomia.


“Minha filha está acompanhando e conseguindo organizar os horários, o calendário de atividades, aprendeu a conhecer melhor os recursos de pesquisa na internet. Frisou sua predileção pela educação presencial, “mas este é um momento em que todos precisam de reinventar, não apenas a escola, mas os alunos, e o SESI está conseguindo ao desenvolver atividades para que os alunos não percam tanto e continuem crescendo em conhecimento”, comenta.


Maria acrescentou que analisando o trabalho que o SESI vem realizando, é visível a evolução, assim como o trabalho dos professores, e todos estão aprendendo com esse processo e os pais aproveitando para ficarem mais próximos dos filhos e contribuindo também com a educação. “E o SESI continua comprovando qualidade em tudo que faz”, finaliza.


Patrícia Neiva de Carvalho Castilho, mãe de três filhos, dois estão no ensino superior e apenas uma de nove anos estuda no SESI. “Depois de visitar várias escolas, optei pelo SESI, porque me identifiquei de imediato pelo ambiente acolhedor e familiar, se sentiu abraçada pela escola e há seis anos a filha Liliana estuda na unidade de Vilhena, onde toda a família se sente em casa”.


Ela ressaltou o empenho da equipe pedagógica do SESI para manter os alunos motivados e interessados. “Admiro a interação do SESI com alunos e as famílias. A escola só funciona com a participação do aluno e dos pais. Lado a lado com os professores que são peças chaves. Tenho acompanhado minha filha e o aproveitamento tem sido muito bom. A tecnologia é uma ferramenta importante, mas quando voltarmos à normalidade, retornaremos a sentir o aconchego que pais e alunos sentem no SESI”, garante.


Juntos vamos superar esta crise


Acompanhe todas as notícias, publicações legais e vídeos sobre as ações no combate à COVID-19 na página especial no Portal FIERO.


Mais notícias

SESI Lagoa realiza aulas temáticas com foco na aprendizagem significativa

SESI de Nova Mutum realiza festa junina virtual

Alunos do SESI fazem a festa do Sabugo Junino em Casa

SESI Lagoa e Nova Mutum a todo vapor para a edição do Sabugo Junino em Casa