IMPRENSA
11 de setembro de 2020 - 12h37

A- A A+

SESI de Vilhena e Sebrae utilizam Minecraft para incentivar o empreendedorismo


 

Com o objetivo de despertar o espirito empreendedor nos jovens, o colégio SESI-SENAI de Vilhena, em parceria com o Sebrae local, concretizou o projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos – Sabores e cores, com a participação de alunos do 5º ano A, entre 9 e 11 anos, sob a orientação da pedagoga Ester Barros, da professora Fernanda Costa - responsável pela disciplina de Empreendedorismo da turma -, e da coordenadora de Educação, Aline Souza.

 

Os estudos, pesquisas, videoaulas, oficinas de criatividade e utilização do material fornecido pelo Sebrae aos professores foram disponibilizados de 20 de abril a 1º de setembro deste ano. Já as apresentações e inauguração de cada empresa aconteceu no último dia 8.

 

Cada aluno acessou de sua casa o Microsoft Office 365 onde o Minecraft é uma das opções tecnológicas oferecidas pelo SESI.  Eles conheceram o processo de planejamento, estruturação e execução de um negócio, através das aulas teóricas e oficinas para elencar as possibilidades de desenvolvimento da proposta “Sabores e cores”, cujo tema abordou a importância da alimentação saudável e os efeitos no organismo sob uma dieta balanceada.

 

Segundo a professora Fernanda, os alunos tiveram contato com a parte administrativa e financeira para abrir e gerenciar um negócio. “Cada um pesquisou e executou uma mostra do seu negócio, com a consciência de que até chegar no resultado final (inauguração de sua empresa) necessitaria ter passado por tais processos. Foi um sucesso acompanhar, mesmo que por live a apresentação do negócio de cada aluno. Inclusive, seguindo todas as medidas de segurança, visitei alguns, adquiri produtos como forma de incentivo e motivação”, explica.

 

“Para mim, foi incrível aprender sobre os diferentes tipos de alimentos e suas reações em nosso organismo”, afirma o aluno Davi Costa, 10, proprietário do negócio Candy’s World. “Vi que ser empreendedor não é só ser dono de um negócio, mas ser um sonhador que não desiste do que quer. Eu já amo ajudar meus pais na cozinha, agora mais ainda, porque sei que sou capaz de fazer isto virar uma fonte de renda, além da alegria que sinto ao colocar a mão na massa. Mesmo tendo que fazer a minha apresentação em casa, me senti feliz e empolgado por tudo que aprendi. Até tive lucro porque vendi meu produto para minha família e meus amigos”, ressalta.

 

Assessoria de Comunicação Social FIERO

 


Mais notícias

Pavimentação asfáltica garante qualidade e segurança à comunidade escolar do SESI-SENAI-IEL de Cacoal

SESI-SENAI-IEL Lagoa leva alunos para um mergulho virtual ao mundo da leitura

Mega Aulão remoto movimenta alunos do colégio SESI-SENAI-IEL de Pimenta Bueno

Colégios SESI-SENAI Rondônia utilizam ferramenta Lego como instrumento de aprendizagem