IMPRENSA
11 de fevereiro de 2021 - 10h09

A- A A+

Pais elogiam SESI e SENAI RO por não aumentar mensalidades


 

Com o término do ano letivo de 2020, escolas particulares deram início ao processo de rematrícula e boa parte já comunicou os pais sobre reajustes nas mensalidades escolares. Em um ano atípico para a educação por causa da pandemia, sobraram dúvidas sobre a manutenção de descontos, índices de aumento nas mensalidades e o modelo de contrato para 2021.

 

Em reportagem divulgada no site R7, 68% das escolas privadas vão aumentar o valor da mensalidade em 2021. Em sentido contrário, as escolas SESI-SENAI de Rondônia, optaram por não aumentar o valor das mensalidades.

 

Conforme o coordenador de Educação Básica e Profissional SESI-SENAI-IEL-RO, Jair Coelho, “olhamos esse cenário no qual estamos inseridos, não apenas como instituição de ensino ou como mercado, mas com uma visão focada nas dificuldades e desafios advindos de uma pandemia. Fizemos um estudo levando em consideração a atual conjuntura, e SESI e SENAI de Rondônia optaram em não reajustar as mensalidades escolares”, explicou.

 

A área de Mercado do SESI-SENAI-IEL-RO estudou todas as variáveis e mesmo sabendo que muitos reajustes estão acontecendo, SESI e SENAI optaram por não aumentar as mensalidades, desta forma colaborando com as famílias dos alunos. Inclusive, o fato de as duas instituições serem tecnológicas há muito tempo, não houve dificuldade para se adaptarem ao ensino remoto. Houve sim uma intensificação do uso destas tecnologias como o SESI Educação, Plural, as parcerias com a Somos, com a Geekie, Microsoft.

 

O superintendente do SESI-IEL e diretor regional do SENAI-RO, Alex Santiago lembrou que a confiança dos pais e responsáveis também tem sido fundamental. “A área de Mercado tem realizado pesquisas e as decisões têm sido tomadas com base nos resultados destes trabalhos e seguindo os indicadores que reflitam a realidade das famílias clientes do SESI e SENAI”, comentou.  

 

As unidades mantêm contato com as famílias através de reuniões remotas constantes. “Nossas escolas têm recebido manifestações positivas de pais e alunos. Consideramos importante esse feedback. Conseguimos ganhar destaque no país pela nossa proatividade, posicionamento e desempenho. Mesmo antes da pandemia, como disse o Jair, já adotávamos tecnologias de Educação a Distância e possuíamos meios e plataformas à disposição dos alunos. SESI, SENAI e IEL, por suas trajetórias e modos operacionais distintos, encontraram soluções rápidas e efetivas para levar nossos projetos, programas e ações adiante, inclusive elogiadas pelo Departamento Nacional através das lives e conferências realidades online Brasil afora”, finalizou Santiago.

 

“Minha relação de confiança com o SESI já existe há 13 anos”, afirma a pedagoga Débora Cristina Neves da Silva, mãe dos alunos Jadson Bandeira da Silva (1º ano Ensino Médio) e Beatriz Cristina Bandeira da Silva (3º ano Fundamental), que iniciaram na escola SESI Lagoa com apenas dois anos.

 

“Estou muito satisfeita com a metodologia sócio interacionista, com os professores e equipe pedagógica, aliado a tudo isso, vem a questão financeira com preço acessível, confirmando que qualidade de ensino não depende de valores abusivos. Vale salientar que esses valores não se alteraram de um ano para o outro e os desafios do momento difícil que o mundo está passando em plena pandemia me faz reconhecer ainda mais a capacidade dos docentes do SESI. Creio que faço parte de uma parceria de sucesso, pois a minha família e a escola sempre caminhamos lado a lado”, disse.

 

A advogada Carlla Christiane Nina Palitot Martins e o economista Márcio Freitas Martins, pais de Alexandre Bruno Palitot Martins (1º ano do Ensino médio), Márcio Freitas Martins Junior (7º ano do Fundamental) e Ana Sofia Palitot Martins, (6º ano do Fundamental) destacam com orgulho que seus filhos são alunos do SESI Lagoa há anos, assim como os demais irmãos estudaram.

 

“Temos apenas elogios pelo ensino de qualidade que essa instituição vem proporcionando aos nossos filhos, apesar da pandemia, o SESI manteve tudo em ordem para nos tranquilizar, nos mantendo sempre informado da real situação entre alunos, pais e escola. Sabemos que não está sendo fácil para os pais assim como para a instituição, mais manter o valor da mensalidade no mesmo patamar do ano anterior, é de grande importância, já que vivemos um caos também na economia”, comentou Carlla.

 

 


Mais notícias

Escolas SESI são referência em educação inovadora

Educadores do SESI comentam novas tendências de educação via plataformas digitais

Inscrições abertas para o maior torneio de robótica do Brasil

Escolas SESI-SENAI de Rondônia retomam aulas presenciais