IMPRENSA
14 de April de 2022 - 11h26

A- A A+

Implantação dos Programas Lean Office e Lean Educacional melhora a eficiência das unidades do SENAI-RO

O Departamento Regional do SENAI Rondônia começou a implantação dos programas Lean Office e Lean Educacional a partir do primeiro semestre de 2021, cujas ações alcançaram resultados excelentes, dentre elas, a redução de 71 por cento na movimentação desnecessária dos alunos nos laboratórios, como buscar ferramentas longe do local de trabalho redução de 77 por cento em atividades que não agregam valor; aumento de 22 por cento nas atividades agregadoras e ganho de 84 mil reais na redução de área utilizada

Por exemplo, com a eliminação dos desperdícios, uma unidade como a Cetem passou trabalhar as turmas com uma quantidade menor de máquinas, cujos excedentes foram realocados para equipar a unidade de Pimenta Bueno, gerando desta forma uma economia para o SENAI-RO de 210 mil reais.

A implantação dos programas iniciou em 2016 no SENAI-MG, sendo expandido para o SENAI-PE em 2017 e em seguida para todo o Brasil, em 2018. No DR-RO a implantação ocorreu em dois ciclos com a participação das unidades Cetem e Lagoa, em Porto Velho e ainda das unidades de Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal, Pimenta Bueno e Vilhena.

O objetivo do lean é acelerar a produção com o mínimo de erros, desperdícios e redundâncias, tornando a entrega mais rápida e com menos retrabalho. O modelo Sistema Toyota de Produção foi desenvolvido por Taiichi Ohno, um engenheiro da fabricante de automóveis Toyota. Os programas geraram maior eficiência nos processos administrativos trabalhados, com melhor aproveitamento dos recursos e melhoria na qualidade dos cursos disponibilizados para os alunos nas unidades.

De acordo com o coordenador de Educação Básica e Profissional SESI-SENAI-IEL-RO, Jair Coelho, em função dos excelentes resultados com a implantação do Lean Manufacturing nos processos produtivos, especialmente nas consultorias realizadas em empresas, dentro do Programa Brasil + Produtivo, o SENAI resolveu aplicar a filosofia Lean nos processos internos, então ela foi adaptada aos processos Administrativos (Lean Office) e aos processos Educacionais nos laboratórios de atividades práticas (Lean Educacional).

“Nos dois casos, o objetivo principal é melhorar a eficiência dos processos, através da eliminação de desperdícios e de atividades que não agregam valor ao cliente final”, explicou Coelho.

Ainda conforme o coordenador, os dois programas trazem benefícios aos alunos, professores e demais envolvidos nos processos de ensino e aprendizagem, no Lean Educacional, com as melhorias dos laboratórios, são eliminados os desperdícios, com o aproveitamento de todo o tempo das aulas práticas em atividades que agreguem aprendizado aos alunos, gerando economia de recursos para a instituição e aumentando o grau de satisfação dos alunos e das indústrias, que passam a receber profissionais cada vez mais preparados.

“Já o Lean Office trabalha para eliminar os desperdícios nos processos administrativos, de secretaria e apoio pedagógico, reduzindo-se o tempo de resposta as necessidades e acompanhamento dos alunos, desta forma, entregando um serviço de apoio ao processo de ensino e aprendizagem com maior eficiência e eficácia, além de otimizar os recursos disponíveis”, pontuou.

Quanto a importância dos programas, Coelho destacou que ambos os programas auxiliam no processo de melhoria contínua do SENAI, visando uma utilização dos recursos disponíveis com maior eficiência na execução do que foi planejado e colocando a “mão na massa” e alcançando o resultado com eficácia, gerando uma entrega melhor para os alunos, que recebem uma formação com mais qualidade e consequentemente, melhora a atuação das indústrias.

Segundo o técnico Alexandre Custódio, da Coordenação de Educação (Cebep), aprender a aplicar a Metodologia Lean Office me possibilitou abrir um leque de possibilidades para usar as ferramentas não apenas durante o curso, mas também na sala de aula, em casa, na minha vida pessoal. Percebo que minha visão em relação a resolução problemas, desde a identificação até a mudança efetiva teve uma transformação significativa.

Custódio disse ainda que “antes do início de cada ciclo, existe um treinamento na plataforma Unindústria, com carga horária de 40 horas cada, para os dois programas, porém a maioria de nossos instrutores já foram capacitados, sendo incluídos nos treinamentos, somente aqueles que entraram recentemente para o quadro e ainda não participaram das capacitações”, finalizou.

 


Mais notícias

Palestras, debates e oficinas integram a 8ª Jornada Pedagógica Nacional de Educação do SENAI

Profissionais do DR-RO participam de capacitação em eficiência energética

SENAI firma parceria com a plataforma Canva Educação

SENAI-RO apoia evento Vale do Madeira Summit 2023 com participação de palestrante do DN