Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao navegar, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Aviso de Privacidade e nossa Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

IMPRENSA
05 de September de 2022 - 15h02

A- A A+

Alunos do SESI Lagoa participam de palestra sobre Saúde Emocional

Em alusão ao Setembro Amarelo, o Colégio SESI Lagoa de Porto Velho, em parceria com a Universidade São Lucas, proporcionou aos alunos na tarde desta sexta-feira, 2, uma palestra com o tema: Saúde Emocional.  Para ministrar o assunto foi convidado o psicólogo Jairo França, que proporcionou uma série de atividades e transformou a tarde em um momento único na vida dos estudantes.


Assistiram da palestra, alunos do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental II e 1º e 2º anos do Ensino Médio.  Foram abordados diversos temas, como depressão, controle emocional e suicídio. Durante o bate papo, os alunos puderam se posicionar e relatar seus sentimentos sobre os assuntos propostos. “A participação foi positiva, pois os jovens puderam esclarecer dúvidas quanto aos assuntos ligados à saúde emocional”, explicou a supervisora escolar do SESI Lagoa, Sussileide Morais.


A gerente da unidade SESI-SENAI Fabiana Amaral, lembra que a atividade proposta serve para incentivar a valorização da vida e abrir o diálogo sobre as questões importantes durante a adolescência. “É neste período da vida que ocorrem mudanças comportamentais em razão de uma série de fatores, como a qualidade de vida, relações de amizade e afetividade. Por isso propomos a atividade. Classificamos esta atividade como uma tarde de aprendizado e autoconhecimento”, comentou Fabiana.


Um dos assuntos que ganhou mais atenção por parte dos alunos foi com relação à depressão. Conforme o psicólogo Jairo França, a adolescência é um período conturbado, no qual os jovens passam por situações novas. “Para alguns é um momento turbulento com muitos altos e baixos, mas que podem ser contornados de formas mais leves”, ponderou o psicólogo.


Setembro Amarelo


O movimento Setembro Amarelo surgiu nos Estados Unidos, em 1994, após um jovem de 17 anos cometer suicídio. Em sua homenagem, e por ele ter um carro amarelo, seus pais e amigos decidiram distribuir cartões amarrados com fitas da cor do veículo do jovem. Em cada cartão havia uma mensagem com frases de apoio para pessoas que pudessem estar enfrentando problemas de cunho emocional. No Brasil, a campanha foi criada em 2015, por meio do projeto desenvolvido pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).


Mais notícias

Roda de conversa na FIERO fala sobre prevenção do câncer de mama

SESI e SENAI apresentam portfólio em evento da Base Aérea

Alunos do SESI de Pimenta Bueno conquistam 2º lugar na etapa regional da OBR

Palestra sobre Gestão de Absenteísmo reúne funcionários da FIERO, SESI, SENAI e IEL