IMPRENSA
21 de dezembro de 2017 - 16h23

A- A A+

Sesi realiza aula experimental de ballet fitness para colaboradores da Casa da Indústria

O Serviço Social da Indústria (Sesi-RO), realizou na manhã desta sexta-feira (4), uma aula experimental de Ballet Fitnnes para os colaboradores da Casa da Indústria. Misturando passos de balé clássico com exercícios de agachamento, abdominal e flexão, o ‘Ballet Fitness’ tem se mostrado uma interessante alternativa de atividade física para aqueles que querem fugir da musculação e das séries de repetições de uma academia. A modalidade, que já é uma febre no eixo Rio - São Paulo, finalmente chega a Porto Velho e promete agradar a todos que buscam um corpo longilíneo, flexível e tonificado.

A professora Rita Nascimento destaca que a modalidade não funciona como uma dança, mas como um treino acessível e dinâmico. “Qualquer pessoa a partir dos 14 anos pode se aventurar na prática da atividade. A pessoa não precisa ter conhecimento de dança ou balé. A diferença é que, quem já praticava o balé clássico, ou alguma dança, terá maior facilidade inicialmente em acompanhar a aula”, explicou.

Ela diz, ainda, que em um ou dois meses, já é possível notar diferenças no corpo. “Os primeiros meses são um pouco puxados, mas nada que vá além do limite de cada pessoa. Durante as aulas, começamos com alongamento, trabalhando a flexibilidade, e, depois, passamos para as barras, executando movimentos clássicos do balé”, explicou Rita.

A colaboradora Darriane Gomes aprovou a iniciativa. “Eu adorei a aula, os movimentos trabalhos que servem para melhorar a postura, os exercícios de abdômen, pernas, braços, equilíbrio, concentração e memória. Vi no ballet fitnnes mais uma alternativa interessante para praticar atividade física”, pontuou.

 

História

O Ballet Fitnnes foi criado a 22 anos pela ex-bailarina Betina Dantas, após ela ter sofrido uma lesão no joelho e não poder mais subir na sapatilha de pontas. Na busca de uma atividade física que fugisse dos alteres e esteiras, Betina Dantas criou o Ballet Fitness e o tornou uma marca registrada sua. Decidida a usar os movimentos e exercícios do balé clássico ao seu favor, ela deu seguimento ao projeto que proporcionaria às praticantes um físico de bailarina, ou, em suas palavras, “o físico mais bonito e harmônico de todos”.

Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero


Mais notícias

Mais da metade da indústria está com dificuldade para atender sua demanda, afirma CNI

Indústria pode ser protagonista da bioeconomia no Brasil, diz presidente da CNI

Pavimentação asfáltica garante qualidade e segurança à comunidade escolar do SESI-SENAI-IEL de Cacoal

Indústria se recupera da crise desencadeada pela pandemia, mas de forma heterogênea