Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao navegar, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Aviso de Privacidade e nossa Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

MOVIMENTO RONDÔNIA PELA EDUCAÇÃO

Conhecendo a experiência bem sucedida da melhoria da educação em Santa Catarina, liderada pela Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina – Fiesc, ficamos motivados a replicá-la em Rondônia. Assim apresentamos em 23 de maio de 2016 o Movimento Rondônia pela Educação, um esforço para articular o diálogo, a mobilização e o engajamento das instituições parceiras em prol pela educação. A Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) se propõe a alavancar ações com o mesmo objetivo em Rondônia.

Acreditamos que o desenvolvimento industrial rondoniense pressupõe assumir desafios para assegurar a todos os trabalhadores a escolaridade básica completa, aliada à respectiva educação profissional e tecnológica. Na era do conhecimento, a inovação é imprescindível para a geração de riqueza e a sociedade só inova se contar com a base sólida educacional.

O foco é engajar o poder público e a sociedade no compromisso pelo efetivo direito das crianças e jovens à uma educação básica de qualidade. Isto pressupõe a educação profissional e tecnológica como condição para desenvolvimento sustentável de nosso estado.

As principais metas do Movimento Rondônia pela Educação são:

  • Integrar escola, família e sociedade no movimento de melhoria da qualidade da educação enfatizando o protagonismo dos alunos para atingir 100% das escolas no nível adequado;
  • Zerar o analfabetismo entre os trabalhadores de Rondônia;
  • Promover 70% de escolaridade básica completa dos trabalhadores da indústria;
  • Reduzir 80% da evasão escolar identificada no estado;
  • Implantar o observatório educacional de Rondônia;
  • Implantar projeto de formação para gestores escolares com vistas à gestão para resultados;
  • Rever a formação de professores integrando teoria e prática nas licenciaturas.

 

“É pela educação que manteremos nosso estado na rota da inovação e do desenvolvimento social e econômico”. Glauco José Corte, presidente da Fiesc