IMPRENSA
21 de dezembro de 2017 - 16h24

A- A A+

Sistema Fiero apresenta Movimento a diretores de escolas

Em continuidade as ações do Movimento Rondônia pela Educação, realizado pela Federação das indústrias do Estado de Rondônia (FIERO), a coordenadora estadual do Movimento, Raquel Volpato, apresentou a representantes de 279 escolas públicas municipais e estaduais de Porto Velho, Candeias e Itapuã do Oeste, as metas de trabalho estabelecidas para melhorar a qualidade do ensino para a comunidade escolar rondoniense.

Na ocasião, Raquel Volpato destacou a importância da participação dos gestores escolares ao movimento. “Precisamos fazer montar uma força tarefa com vistas a alcançar as metas propostas pelo Movimento e os gestores são fundamentais para chegarmos a estes resultados. Nós não podemos mais aceitar os resultados atuais, temos que esquecer os culpados e partir para a realização de ações que promovam a melhoria da qualidade da educação”, falou.

Raquel Volpato destacou ainda as metas as metas estabelecidas pelo programa. “Temos que integrar escola, família e sociedade no movimento de melhoria da qualidade de educação e enfatizar o protagonismo dos alunos para atingir 100% das escolas em nível adequado; zerar o analfabetismo entre os trabalhadores das indústrias de Rondônia; implantar projeto de formação para gestores escolares com vistas à gestão para resultados; promover 70% de escolaridade básica completa dos trabalhadores da indústria; promover experiências que diminuam ou erradiquem a evasão escolar e reduzir em 80% da evasão escolar identificada no Estado”, explicou.

A apresentação do programa foi realizada na sede do Ministério Público Estadual de Rondônia (MP-RO), na terça-feira (14), durante reunião com diretores escolares que tratou dos procedimentos em casos de infração escola. A reunião foi conduzida pelo Promotor de Justiça da Infância e Educação, Marcelo Lima de Oliveira. “Reunimos os gestores das escolas para tratar das questões relacionadas a infrequência, evasão, indisciplina e violência nas escolas. Neste contexto, a presença da Dra. Raquel Volpato vem somar a este trabalho, tendo em vista que o Movimento investirá nestes pontos com desenvolvimento de ações que revertam estes casos”, falou.

Oliveira pontuou que a participação da sociedade civil é essencial. “A constituição prevê a educação como uma obrigação do estado e da família, com a participação da sociedade. O Movimento Rondônia pela Educação é essa representação da sociedade que demonstra preocupação com a qualidade da educação oferecida aos alunos de Rondônia. O Movimento traz um novo foco, pois quem está no sistema, às vezes, não consegue visualizar algumas soluções que podem fáceis ou diferentes, o que dificulta ter este novo olhar. Esta mobilização da Fiero chega com este novo olhar de pessoas de áreas distintas e com muito a contribuir na busca das soluções para a melhoria da educação em Rondônia”, concluiu. 

 

O que é?

A Indústria pela Educação é um Movimento, gestado pela Federação das Indústria de Santa Catarina (FIESC), com excelentes resultados, o que motivou a Federação das Indústrias de Rondônia (FIERO) a replicar no Estado, como forma de alavancar os indicadores da educação local.

Assim, nasceu o MOVIMENTO RONDÔNIA PELA EDUCAÇÃO, para mobilizar, articular e influenciar os setores econômicos e o Poder Público para melhorar a educação quanto à escolaridade, qualificação profissional e qualidade do ensino.

A proposta é reunir representantes dos setores econômicos, dos sindicatos patronais e de trabalhadores, dos setores educacionais, da sociedade civil e do Poder Público, comprometidos com a causa de contribuir para Rondônia entrar em uma rota de inovação e de desenvolvimento social econômico, tendo como mola propulsora a Educação.

Assessoria de Comunicação do Sistema Fiero


Mais notícias

Bioeconomia é uma das agendas prioritárias da biodiversidade brasileira, diz Marcelo Thomé

Mais da metade da indústria está com dificuldade para atender sua demanda, afirma CNI

Indústria pode ser protagonista da bioeconomia no Brasil, diz presidente da CNI

Pavimentação asfáltica garante qualidade e segurança à comunidade escolar do SESI-SENAI-IEL de Cacoal