IMPRENSA
08 de abril de 2020 - 09h38

A- A A+

Faturamento industrial desacelerou mesmo antes do coronavírus

Indicadores Industriais de fevereiro mostram alta de 0,2% no faturamento na comparação com janeiro. Levantamento da CNI leva em conta 21 setores industriais


Os Indicadores Industriais revelam que o faturamento real da indústria sofreu uma desaceleração em fevereiro. O aumento de 0,2% em relação a janeiro é baixo na comparação da alta de 2,3% registrada de dezembro para janeiro. Apesar da desaceleração, em relação ao mesmo mês de 2019, o índice de crescimento em fevereiro foi de 0,9%. A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) também registrou alta de 1,2 ponto percentual em relação a fevereiro do último ano. Esses foram os únicos índices com variações positivas em relação ao mesmo mês de 2019 na pesquisa da Confederação Nacional daIndústria (CNI). Horas trabalhadas, rendimento médio e massa salarial tiveram queda, enquanto o nível de emprego permaneceu estável. Os Indicadores Industriais retratam 21 setores da indústria de transformação.


Apesar do emprego seguir praticamente estável, as horas trabalhadas tiveram queda. Entre janeiro e fevereiro, o emprego industrial não se alterou, considerando a série dessazonalizada. Na comparação com o mesmo mês do último ano, houve um leve recuo 0,1%. Nesse mesmo período, a queda de horas trabalhadas foi de 1,6%. Da mesma forma, a massa salarial paga aos trabalhadores da indústria também caiu. A redução foi de 0,8% usando como base janeiro e 2,2% na comparação com fevereiro de 2019.

O rendimento médio real foi o indicador com a maior perda acumulada. O recuo de 0,7% é o quarto resultado negativo consecutivo desse índice, que havia registrado recuo de 0,1% em novembro de 2019, redução de 1,5% em dezembro, e novamente recuo de 0,1% em janeiro de 2020. Na comparação com fevereiro de 2019 a queda foi de 2,1%.

Na contramão dos demais indicadores, a UCI aumentou 0,5 ponto percentual em fevereiro de 2020, alcançando 78,7%, sem considerar os efeitos sazonais. Foi a segunda alta consecutiva nesse dado. A UCI de fevereiro é 1,2 ponto percentual superior à registrada no mesmo mês de 2019.


Mais notícias

Nota de Pesar - Wilson Evaristo

Indústria da construção civil registrou 50 por cento de ociosidade em abril

SENAI e empresas parceiras garantem manutenção de equipamento do JPII

É de graça, e ainda tem vaga!