IMPRENSA
01 de September de 2021 - 10h37

A- A A+

Luis Felipe Pondé afirma que debate sobre a ética deve ser constante

Reflexão e debate sobre a ética são prementes e devem ser constantes. Com essa introdução, o palestrante e doutor em filosofia, Luis Felipe Pondé iniciou e apresentou o tema “Ética no Ambiente de Trabalho” discorreu para os conselheiros, diretores e colaboradores da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) e seus braços operacionais, SESI, SENAI e IEL, nesta terça-feira, 31 através da plataforma Teams.


A palestra virtual, foi fruto do prêmio que o Departamento Regional garantiu ao conquistar a quarta colocação no programa de Incentivo ao Engajamento e Desenvolvimento da Universidade Corporativa SESI-SENAI-Unindústria no ano de 2020.


O superintendente do SESI-IEL e diretor regional do SENAI, Alex Santiago deu às boas-vindas aos participantes e disse que o tema vem ao encontro da implantação do Programa de Compliance por parte da organização. “Agradecemos ao professor Pondé por nos proporcionar este momento de reflexão”, comentou.


O superintendente da FIERO, Gilberto Baptista, falou em nome do presidente Marcelo Thomé, destacou a relevância da participação de todos por terem entendido a importância dos cursos da Unindústria, que além do enriquecimento intelectual, garantiu essa premiação. “A apresentação do professor Pondé vem coroar o trabalho que é realizado pela FIERO, SESI, SENAI e IEL capitaneado pelo nosso presidente, e espero que todos aproveitem ao máximo a palestra com o renomado palestrante”, afirmou.


Em seguida, Luis Felipe Pondé explicou que a ética se divide em duas grandes áreas. A primeira é a ética individual, ou seja, o que deve-se fazer para ter uma vida feliz, como deve-se comportar, e a segunda é a ética pública ou cívica, no sentido de se envolver várias pessoas. “Esta ética cívica, que está em jogo as regras de convívio, no ambiente de trabalho, no mundo corporativo, escola, compreende as relações dos seres humanos entre si”, explicou.


De acordo com Pondé, a ética sempre transita no conjunto de valores. “Ela é composta de conceitos e compreensões distintas. Toda ética se preocupa com comportamentos individuais ou em conjunto, como por exemplo, estar num ambiente de trabalho, com mais qualidade, para que as pessoas desenvolvam suas potencialidades de forma mais rica”, discorreu.


Pondé citou o ambiente de corrupção no Brasil, na relação entre o negócio privado e o espaço público, dentro das relações políticas. “Então refletir sobre a ética é refletir como enfrentar estes problemas e de que formas somos capazes de encarar esses percalços”, exemplificou.


O palestrante também apresentou uma outra classificação da ideia de ética. “Ela é uma ciência que se ocupa com os fins, não exatamente com os meios. Muitas vezes ela incide sobre determinados usos de meios. Mas a ética é vocacionada a se perguntar qual é o fim correto do tipo de ser de uma instituição de órgão público, da vida de uma pessoa”, explicou Pondé.


Por fim, ele afirmou que a ética não é, foi ou será uma ciência exata. “Ela pode ter princípios e normas, mas não tem validade de um teorema matemático. Pode-se dizer que é uma ciência que se dá na contingência, ou seja, não é precisa e que se dá no mundo real”, ponderou. Ao final, o palestrante respondeu perguntas dos participantes que atingiu mais de 200 colaboradores on-line durante a apresentação.


Mais notícias

Programa do governo deve impulsionar o mercado de crédito, avalia CNI

SUDAM promove oficina na FIERO para redução de imposto para pessoa jurídica

Fintech apresenta soluções financeiras para a indústria

Presidente da FIERO participa do Fórum Empresarial Brasil-Colômbia em Bogotá