IMPRENSA
17 de May de 2024 - 18h33

A- A A+

FIERO participa do lançamento da Facility de Investimentos Sustentáveis

Iniciativa que nasceu na Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO), o Instituto Amazônia+21, lançou nesta sexta-feira (17) a Facility de Investimentos Sustentáveis.


Uma estrutura inédita na América do Sul para atrair investimentos e financiar projetos sustentáveis em vários segmentos do setor produtivo da floresta Amazônica. A Facility funciona por meio do blended finance ou “financiamento misto”, uma forma de investimento que une recursos públicos, comerciais, de fomento e filantrópicos.


A plataforma vai movimentar R$ 4 bilhões em dez anos de atividades. Seu primeiro ciclo de investimentos tem duração de três anos e a meta é captar 600 milhões para o financiamento de negócios sustentáveis na Amazônia.


Durante o evento foi anunciado que a Confederação Nacional da Indústria (CNI) comprou a cota pioneira do Fundo Catalítico Amazônia, no valor de R$ 2 milhões. Ricardo Alban, presidente da CNI, defendeu a exploração sustentável da floresta como forma de produzir renda e riquezas para as populações locais. “Eu particularmente acho esse projeto um grande negócio social, financeiro e sustentável. O potencial da Amazônia precisa ser transformado em bens para o Brasil e para toda a humanidade”, contou Alban.


Para o diretor executivo do Instituto Amazônia+21 e presidente da Federação das Indústria do Estado de Rondônia, Marcelo Thomé, a Facility vai promover inclusão socioeconômica para os 30 milhões de brasileiros que vivem na região amazônica e precisam de oportunidades, prosperidade e dignidade. “70% das pessoas que vivem na região estão nos núcleos urbanos e convivem com o menor IDH do Brasil e com um atraso secular na infraestrutura das cidades”, disse Thomé.


Participaram do lançamento da iniciativa, em São Paulo (SP), o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, a gerente adjunta da Unidade de Unidade de Inovação do Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Anny Pricyla; o diretor da APEX Brasil, Floriano Pesaro; a diretora de Economia Sustentável e Industrialização da ABDI, Perpétua Almeida; o presidente da BEMOL, Denis Minev; e a coordenadora de Programa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Maristela Baioni.


Mais notícias

Nova edição da Sexta da Alegria movimenta o SESI de Pimenta Bueno

DR de Rondônia presente na Reunião Nacional de Gestores de Saúde e Segurança na Indústria

Presidente da FIERO participa da Semana de Sustentabilidade do BID Invest

SESI Lagoa promove nova edição do aulão preparatório para o ENEM