Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao navegar, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Aviso de Privacidade e nossa Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

IMPRENSA
26 de May de 2022 - 10h56

A- A A+

Unidades SESI-SENAI-IEL de Rondônia entregam doações de cestas básicas para entidades sociais e famílias carentes

A campanha Páscoa Solidária empreendida pelos alunos da Rede de colégios do Serviço Social da Indústria de Rondônia (SESI-RO) já faz parte do calendário de atividades e neste ano foram arrecadadas mais de oito toneladas de alimentos não perecíveis.

Na última semana, para receber às cestas básicas das mãos dos alunos participantes da campanha, representantes de instituições Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (NACC) e Umanitás (grupos de apoio ao bairro Ronaldo Aragão), Igreja Batista às Nações (que atende famílias carentes do bairro Socialista; Instituto Cultural Educacional Espírita André Luiz (ICEAL) comunidade cristã de apoio aos moradores de rua de Porto Velho, estiveram na unidade SESI-SENAI-IEL Lagoa, em Porto Velho.

As arrecadações contaram com a participação de alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e as turmas do Novo Ensino Médio, da capital e do distrito de Nova Mutum-Paraná (educação infantil), Cacoal e Pimenta Bueno. Na unidade de Vilhena houve uma confraternização entre os alunos da educação infantil. Na unidade de Porto Velho, o evento ocorreu em forma de gincana, e as turmas vencedoras este ano foram: 5º Ano B, 6º Ano B, 9º Ano A e 2ª Série A, do NEM.

Quanto à distribuição das cestas, a coordenadora de Educação do SESI Lagoa, Juliano Loubach disse que os alimentos foram separados e divididos por entidades beneficentes. Juliane reiterou que as doações não foram entregues diretamente às comunidades.

Juliane Loubach acrescentou que “isso tudo é muito importante e verdadeiro, mas não podemos esquecer que não se trata só do impacto que podemos causar na vida dos outros, mas do papel que esse trabalho pode desempenhar na nossa própria vida. É assim para a equipe pedagógica, para os alunos, familiares e também para àqueles que doaram”, pontuou.

A gerente da unidade Lagoa, Fabiana Amaral disse que “quando você ajuda, também se ajuda, porque doar é um gesto de amor. O gesto solidário e a vontade de ajudar quem precisa causaram impacto positivos em todos que se engajaram na campanha. O gesto humanitário dos nossos jovens estudantes vai ajudar àquelas pessoas e famílias carentes”.

As unidades do SESI-SENAI de Pimenta Bueno e Cacoal, diferentemente da escola Lagoa, de Porto Velho, optaram por fazer a entrega das doações às próprias comunidades carentes locais.

Segundo o gerente da unidade de Pimenta Bueno, Diógenes Pierre conta que os itens arrecadados foram doados a famílias carentes locais. “Uma delas, tem um rapaz com hidrocefalia e acamado, não fala, não anda. Essa família foi beneficiada pelas doações dos alunos. Fui no dia da entrega das cestas básicas acompanhando de alguns alunos que presenciaram as várias condições sociais vividas por muitas pessoas. Foi um momento de aprendizado. Tenho certeza que alcançamos o nosso objetivo”, disse.

Já a gerente da unidade de Cacoal, Jocilene Ribeiro Andrade disse que as cestas básicas, seguindo o exemplo da unidade de Pimenta Bueno, foram entregues para famílias carentes da comunidade. Em Nova Mutum-Paraná, conforme a pedagoga Ana Paula, a unidade do SESI também participou da ação social em beneficiou famílias em situação de risco. As doações foram entregues à igreja católica local, Nossa Senhora de Nazaré, que encaminhou as cestas básicas às famílias carentes.

O superintendente do SESI Alex Santiago havia elogiado e parabenizado os alunos e toda a equipe pela ação. Agora, com a entrega das cestas, ele reitera a importância do engajamento dos jovens estudantes, que ao fortalecer sua visão social possibilita a realização de iniciativas como a Páscoa Solidária, cuja campanha arrecadou oito toneladas de alimentos não perecíveis em prol de uma parte da sociedade que enfrenta dificuldades.

No ponto de vista do diretor Alex, os alunos demonstraram com suas atitudes que são pessoas altruístas e com disponibilidade para ajudar, satisfação em perceber que pode mudar algo na vida de alguém ou de uma família”, finalizou.

 

 


Mais notícias

Colégios SESI retornam às atividades escolares

Mundo da educação e da tecnologia caminham entrelaçados no SESI e SENAI de Rondônia

Equipe de futsal do SESI-SENAI de Pimenta Bueno é campeã nos jogos municipais

Nova formação da equipe ELEV3R do SESI-SENAI de Vilhena participa do primeiro desafio em competição nacional