IMPRENSA
21 de dezembro de 2017 - 16h23

A- A A+

BNDES MAIS PERTO DE VOCÊ: Fiero sedia ciclo de palestras para micro, pequenas e médias empresas

A Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) sediou nesta quinta-feira (3) ciclo de palestras “O BNDES Mais Perto de Você”. O evento teve como finalidade apresentar as linhas de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para micro, pequenas e médias empresas. Além de conhecer os produtos e linhas de apoio financeiro para companhias desse porte — de que são exemplos BNDES FINAME, BNDES PSI, BNDES Automático, Cartão BNDES e BNDES MPME Inovadora —, os empresários do setor tiveram a oportunidade de consultar os técnicos do Banco para esclarecer dúvidas e saber quais as opções mais adequadas para os seus negócios.

A vice-presidente da Fiero para Assuntos de Micro e Pequenas Indústrias, Helena Aparecida Mourão, que na ocasião, representou o presidente do Sistema Fiero, Marcelo Thomé, destacou os benefícios da iniciativa do BNDES e o apoio da Fiero ao evento. “Com uma participação tão importante na economia local, as pequenas indústrias recebem esse programa “BNDES Mais Perto de Você” como um alento para consolidar a aquisição de novos equipamentos e novas tecnologias capazes de torná-las mais fortes, e consequentemente, mais competitivas no mercado regional e local”, disse.

Aparecida Mourão enfatizou ainda a participação das pequenas empresas que representam 99% dos estabelecimentos empresariais do país. “São mais de 45% dos postos de trabalho formal gerado pelas empresas. Elas respondem por 27% do PIB do Brasil. Em Rondônia, do total de 176.461 mil empresas, 76.398 mil são empreendedores individuais, micro e pequenas empresas, representando 0,7% das MPEs no país, segundo dados do Sebrae. As pequenas empresas representam 40,8% do PIB do Estado. Com estes números fica perceptível a importância da pequena empresa para a economia regional e nacional”, explicou.

Andrei Francalacci, técnico do Departamento de Divulgação (DEDIV) do BNDES, ressalta que o apoio às MPME (Micro, Pequena e Média Empresas) é uma das prioridades da Política Operacional do BNDES, que só no ano passado, liberou aproximadamente R$ 38 bilhões às empresas de menor porte, com a realização de 926 mil operações (97% do total de operações do BNDES que tiveram recursos liberados em 2015). “Nossa intenção é financiar empreendimentos que contribuam para o desenvolvimento sustentável do Brasil, com incentivo à inovação, ao desenvolvimento local e regional e à preservação do meio ambiente”, falou.

A palestra serviu ainda para dar um passo a passo de como conseguir financiamento, esclarecer sobre benefícios e taxas de juros diferenciadas para cada linha de crédito. “Se as empresas cumprirem os requisitos mínimos dos agentes financeiros, é possível financiamento de até 60 meses para pagar. O BNDES não exige tempo mínimo de operação”, completou Anderson Marques, técnico do Departamento Regional Norte (DENORTE) do BNDES.

Ano passado o BNDES realizou 12 palestras, que atraíram um total de 1.624 pessoas, atingindo um público superior a 30 mil pessoas, durante os 10 anos de realização. “Para este ano, estão previstas 16 palestras em todas as regiões do País, então nossa meta é ultrapassar esse número. Nossa intenção é acelerar o crescimento dos segmentos beneficiados, movimentar setores-chave da economia e, consequentemente melhorar a vida dos cidadãos brasileiros”, destacou Marques.

Anderson Marques falou também do que pode ser financiado, a exemplo de obras civis, montagem e instalações, estudos e projetos de engenharia associados ao investimento, móveis e utensílios, despesas pré-operacionais, pesquisas máquinas e equipamentos nacionais novos e usados, “ com financiamento que pode chegar até 90% do valor do investimento”, afirmou.

Todas as dúvidas podem ser tiradas também a partir das ferramentas de consulta online, sobre opções de financiamento disponíveis (www.bndes.gov.br/maisbndes), ou a partir do agendamento de encontro, no escritório da região”, concluiu o técnico do DENORTE.

Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero


Mais notícias

Bioeconomia é uma das agendas prioritárias da biodiversidade brasileira, diz Marcelo Thomé

Mais da metade da indústria está com dificuldade para atender sua demanda, afirma CNI

Indústria pode ser protagonista da bioeconomia no Brasil, diz presidente da CNI

Pavimentação asfáltica garante qualidade e segurança à comunidade escolar do SESI-SENAI-IEL de Cacoal