Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao navegar, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Aviso de Privacidade e nossa Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

IMPRENSA
02 de August de 2022 - 10h25

A- A A+

Setor produtivo será beneficiado com a recuperação da BR-319

Defendida pela Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) há anos, a recuperação da BR-319 recebeu licença prévia do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). O conhecido trecho do meio, localizado entre o Km 250 e o Km 656 da rodovia, poderá receber obras de reconstrução ainda este ano. Hoje, a rodovia conta dois trechos pavimentados: os primeiros 198 quilômetros e os 164 quilômetros finais.


Conforme documento emitido na última quinta-feira, 28, pelo IBAMA, a licença prévia tem validade de 5 anos a contar da data da assinatura. No tocante a esta obra anunciada pelo Ministério da Infraestrutura, a recuperação desta parte da rodovia contribui na ligação do Amazonas, às demais regiões do Brasil.


Além do mais, assegura o intercâmbio comercial de Rondônia com Manaus e demais municípios amazonenses, maiores consumidores de produtos como pescado e hortaliças, com mais rapidez, e consequentemente com menor custo, pois viagens por meio fluvial, que levam em média 5 a 6 dias, seriam garantidas com mais segurança, e em pouco mais de 10 horas, via terrestre.


Para a FIERO, a conclusão desta obra chamará atenção para novas perspectivas de investimento, fortalecendo a sustentabilidade, competitividade, a liberdade de empreender, o bem-estar social e, ainda, atenderá ao direito constitucional de ir e vir e as necessidades básicas com saúde e educação garantindo melhoria na qualidade de vida da população que vive no entorno da rodovia.


A Federação espera que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), responsável pela rodovia, priorize a recuperação deste trecho o mais breve possível, aproveitando o período da estiagem das chuvas para acelerar a sua conclusão.


Mais notícias

1 em cada 4 brasileiros não consegue pagar todas as contas do mês

SENAI-RO é parceiro em treinamento sobre climatização

SENAI-RO apresenta soluções inovadoras na Feira de Gastronomia e Negócios

FIERO e curadoria prorrogam inscrições do Prêmio Samuel Benchimol