Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao navegar, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Aviso de Privacidade e nossa Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

IMPRENSA
21 de November de 2022 - 08h15

A- A A+

SESI Lab: espaço inédito de arte, ciência e tecnologia no coração do país

O antigo Edifício Touring Club, projetado por Oscar Niemeyer, abrigará o novo espaço de arte, ciência, tecnologia e educação em Brasília. Projeto único no país será entregue à população em 30 novembro

 

Compartilhar saberes de forma lúdica. Brincar de aprender dentro de uma verdadeira usina do conhecimento. Qual a fórmula? A mão na massa! É com essa proposta que o SESI Lab abre as portas ao público no ponto de maior circulação da capital do país. A partir de 30 de novembro, o antigo Edifício Touring Club, icônico prédio projetado por Oscar Niemeyer na época da construção de Brasília, será oficialmente o reduto de arte, ciência, tecnologia e educação para todas as idades.

 

O museu 100% interativo é uma iniciativa do Serviço Social da Indústria (SESI), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), e promoverá a conexão entre ações artísticas, científicas e tecnológicas, em colaboração com a indústria e a sociedade. Cerca de 350 mil visitantes são esperados a cada ano, além de 85 mil estudantes e 3 mil professores que poderão participar de formações, conhecer as quatro galerias expositivas e participar de oficinas, cursos, atividades culturais e sessões de cinema. Por ano, serão cerca de 300 oficinas maker e biomaker, 120 ações culturais e 10 edições de sessões noturnas voltadas especialmente ao público acima dos 18 anos. 


Tudo isso nos quase 8 mil metros quadrados de área construída dedicados a espaços expositivos, criativos e maker, salas interdisciplinares, um painel de LED com 84 metros quadrados, café e loja conceito. Somados aos 33 mil metros quadrados de área verde revitalizada, em parceria com o governo do Distrito Federal, com espécies nativas do Cerrado, instalações interativas e anfiteatro externo para shows, eventos e outras atividades culturais. O resultado é um complexo multiuso com experiências sensoriais e educativas a partir de um processo lúdico, divertido, estimulante, participativo, coletivo e democrático.

 

“O maior objetivo do SESI Lab é despertar o interesse das pessoas por ciência e tecnologia a partir de experiências e vivências com a mão na massa. É uma iniciativa pioneira no país", afirma o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade. “O SESI Lab é, sobretudo, um lugar para estimular a autonomia do pensamento a partir do protagonismo de cada visitante em seu processo de percepção e construção de sentidos”, pontua.

 

Projeto do SESI Lab é fruto de parceria com o Exploratorium, em São Francisco (EUA)

 

A implementação do projeto conta com a assessoria técnica do Exploratorium, um dos principais centros interativos do mundo, com mais de 40 anos de experiência, localizado em São Francisco (EUA). O laboratório público de aprendizagem, idealizado pelo físico Frank Oppenheimer, explora o mundo sob a ótica da ciência, da arte e da percepção humana. Após beber na fonte do Exploratorium, o SESI Lab surge como um espaço pioneiro de difusão do conhecimento para todo o território brasileiro. Um espaço em que o contemplativo é substituído pela interação em todos os ambientes.

 

Arquitetura e urbanismo com sustentabilidade

 

O prédio foi revitalizado seguindo os critérios da LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), ferramenta de certificação que busca incentivar e acelerar a adoção de práticas de construção sustentável. Este sistema de avaliação promove uma abordagem ao edifício por inteiro, desde a concepção do projeto até a construção final e a manutenção do espaço.

 

O espaço trabalhará ainda com ações de sustentabilidade em seu entorno, o que inclui programas específicos para a gestão de resíduos, uso eficiente da água, energia e materiais e ações educativas sobre os princípios da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Athos Bulcão: cicerone ilustre das áreas abertas ao público

 

Em uma das áreas de maior circulação pública foi instalado um painel de azulejos inédito de Athos Bulcão. O projeto foi criado pelo artista especialmente para o Touring Club, mas nunca chegou a ser executado. O painel possui aproximadamente 135 metros quadrados, integra o acervo da Fundação Athos Bulcão e está exposto na saída do túnel de passagem entre a plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto e o Setor Cultural Sul. Logo que soube da aquisição do prédio do Touring para a implantação do projeto do SESI Lab, a fundação entrou em contato os gestores do SESI Lab para informar sobre a existência da obra.

 

Peças vindas de navio diretamente dos Estados Unidos

 

Aparatos desenvolvidos especialmente para o SESI Lab na parceria com o Exploratorium vieram diretamente de São Francisco, na Califórnia (EUA), via transporte marítimo. Ao todo, foram 94 caixas transportadas, somando 31,97 toneladas (peso bruto) de material. O transporte de São Paulo para Brasília foi terrestre, com cinco caminhões intercalando chegadas e descargas durante o mês de agosto. A montagem contou com a supervisão de um time de especialistas em logística do próprio Exploratorium que passou uma temporada na capital brasileira para acompanhar de perto instalação e capacitação de equipes no Brasil.

 

O primeiro mês de abertura do SESI Lab será gratuito a todos os públicos. Isso significa catraca liberada durante todo o mês de dezembro, mediante a emissão de bilhete via Sympla. Após esse período, a entrada inteira custará R$ 20, e meia entrada (R$ 10) para estudantes, professores e idosos.

 

Conheça a política de gratuidade do SESI Lab:

 

- Crianças com até 10 anos de idade

- Pessoas com deficiência

- Professores da rede SESI e SENAI e da rede pública de ensino

- Trabalhadores da indústria e contribuintes do Sistema Indústria

- Alunos da Rede SESI e SENAI

- Alunos de escolas públicas, mediante agendamento prévio pela escola

- Públicos em situação de vulnerabilidade social, com agendamento por instituições sociais

- Membros associados do Conselho Internacional de Museus (ICOM)

 

Onde fica: Setor Cultural Sul - Brasília, DF.

Pontos de referência: Antigo edifício Touring Club, em frente ao Conic Brasília e ao lado da Plataforma Superior da Rodoviária do Plano Piloto.

Horário de atendimento: de terça a sexta-feira, das 9h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 19h. Uma vez por mês será escolhido um dia de entrada gratuita a todos os públicos.

Fique por dentro: www.sesilab.com.br

 

Abertura do SESI Lab

 

O SESI Lab abrirá suas portas ao público no dia 30 de novembro, com uma ampla e diversa programação cultural e educativa para todas as idades. Ao longo de 13 horas – das 9h às 22h – serão realizadas apresentações musicais e de DJs, contações de histórias, oficinas maker e performances artísticas para públicos de todas as idades.

 

No dia 30 de novembro a entrada no museu será gratuita. Os ingressos estarão disponíveis no site do SESI Lab a partir do dia 14 de novembro.

 

Para a participação nas atividades educativas que ocorrerão dentro do museu (Espaço Maker, Espaço Biomaker e ExperimentoLab) e que têm vagas limitadas, serão distribuídas senhas 30 minutos antes de cada atividade, na entrada de cada espaço.

 

As atividades que ocorrerão na área externa do museu têm entrada livre.

 

Abertura do SESI Lab

Onde fica: Setor Cultural Sul - Brasília, DF.

Pontos de referência: Antigo edifício Touring Club, em frente ao Conic Brasília e ao lado da Plataforma Superior da Rodoviária do Plano Piloto.

Data: 30 de novembro de 2022

Horário: das 9h às 22h

Conheça a programação e reserve seu ingresso em www.sesilab.com.br


Mais notícias

Inauguração do SESI Lab terá maratona cultural para celebrar ciência, tecnologia, arte e educação

Confiança da indústria caiu nos 29 setores analisados em novembro

Indústria da construção registra queda no ritmo de crescimento em outubro

74 por cento dos brasileiros dizem ser consumidores ambientalmente conscientes, mostra pesquisa da CNI