IMPRENSA
24 de April de 2024 - 07h17

A- A A+

CNI lança prêmio para estimular a representatividade sindical da indústria

Iniciativa faz parte do Programa Excelência Sindical, estratégia que busca fortalecer e promover a atuação das entidades que representam o setor industrial


A Confederação Nacional da Indústria (CNI) está lançando o Prêmio Excelência Sindical, que vai reconhecer as federações e sindicatos empresariais que se destacaram na promoção e fortalecimento do sistema sindical da indústria. O prêmio integra o Programa Excelência Sindical, que visa valorizar, ampliar e fortalecer a representatividade do setor. Estão previstas ações de mobilização e relacionamento para engajar a Rede Sindical, capacitações e atividades para fortalecimento da representatividade do setor industrial e atração de associados.

 

A inciativa é uma parceria com as federações de indústria de todo o país, que vão compor uma rede de trabalho permanente sobre o tema. O início das atividades do grupo e a divulgação do edital da premiação ocorrerão por meio de um encontro virtual promovido pela CNI na quarta-feira (24). Um painel com participação do professor da Universidade de São Paulo (USP) José Pastore, especialista em Relações do Trabalho e Recursos Humanos, e do juiz do Trabalho Otávio Torres Calvet discutirá o cenário sindical e seus desafios.

 

“Essa é uma ação estratégica da CNI para ampliar a força e a representatividade da indústria. Quando idealizamos esse programa, estabelecemos como principal premissa a promoção da articulação e o diálogo contínuo entre a CNI e as federações da indústria, com o propósito de desenvolver as nossas entidades sindicais”, explica o presidente da CNI Ricardo Alban. “Essa rede será um canal permanentemente aberto para troca de experiências e aprendizado contínuo e colaborativo no desenvolvimento e implementação de projetos que fortaleçam os nossos sindicatos e que, consequentemente, contribuam para o desenvolvimento do setor e do país, estimulando, desta forma, o nosso principal objetivo de estar muito próximo das indústrias”.

 

A indústria emprega 9,7 milhões de trabalhadores e responde por 20,4% do Produto Interno Bruto (PIB). A CNI é a principal representante do setor, e reúne uma base formada por 1.280 sindicatos e 476 mil empresas. Essas instituições trabalham em defesa dos interesses do setor produtivo na busca por um ambiente favorável aos negócios, à competitividade e ao desenvolvimento sustentável do país.

 

Mobilização, troca de experiências e promoção do associativismo

 

O Programa Excelência Sindical tem três eixos. O primeiro deles é a Rede Sindical, que contempla ações de mobilização e relacionamento, com foco na disseminação de experiências e boas práticas relacionadas ao associativismo no setor industrial. O segundo eixo, capacitações, é voltado para disseminar conhecimento, atrair associados, fortalecer e promover o sistema de representação da indústria. Para isso, são previstas atividades como ciclo de palestras, mesas redondas e lives, entre outas ações. E o terceiro eixo é o Prêmio Excelência Sindical.


Mais notícias

FIERO destaca investimentos de R$ 4 bilhões para financiar negócios sustentáveis na Amazônia

FIERO participa do lançamento da Facility de Investimentos Sustentáveis

CNI apoia aprovação do projeto que cria a Letra de Crédito de Desenvolvimento

Confiança dos industriais avançou pouco em maio, mostra CNI