IMPRENSA
31 de May de 2024 - 17h50

A- A A+

Presidente da FIERO participa de evento promovido pelo IBP e defende exploração da Margem Equatorial

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO), Marcelo Thomé, participou da 2ª edição do “ESG Energia e Negócios”, evento promovido pelo Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP), nesta segunda-feira (27), no Rio de Janeiro.

Com o objetivo de dialogar sobre sustentabilidade ambiental, responsabilidade social, governança corporativa e atração de investimentos para o setor de petróleo e gás, a exploração da Margem Equatorial, seus desafios e benefícios, foi tema central de diálogo do painel.

Thomé tem se posicionado firmemente a favor da exploração da margem equatorial, uma área com potencial significativo para a produção de petróleo. Esta região, que compreende partes da Amazônia Legal, é vista como um novo e promissor horizonte para a indústria energética brasileira.

"A Amazônia Legal tem um papel fundamental no desenvolvimento sustentável do país. A exploração da Margem Equatorial não só pode impulsionar a economia local, mas também assegurar uma exploração responsável e benéfica para as comunidades envolvidas”, afirmou Marcelo Thomé.

Segundo Thomé, é preciso superar o atraso das regiões em infraestrutura, educação, emprego e oportunidades. Para ele, a questão não é se a exploração deve ser feita, mas como ela deve ser feita, utilizando as melhores práticas que o setor já tem há décadas e estabelecendo uma governança para que a decisão da exploração seja revertida para a sociedade e para a sustentabilidade ambiental da Amazônia.

“Temos 30 milhões de brasileiros nas regiões que precisam de desenvolvimento sustentável. Os recursos de compensações e de royalties do petróleo da Margem Equatorial podem financiar ações, projetos e políticas de inclusão das populações da região Norte, de fortalecimento da bioeconomia, erradicação das queimadas e inovações para produção de valor a partir da floresta em pé. Assim como se concorda que a indústria petroleira pague a transição energética, os recursos do petróleo da Margem Equatorial devem financiar o desenvolvimento sustentável da Amazônia”, pontuou Thomé.

A participação de Thomé no evento do IBP reforça a importância de Rondônia e da Amazônia Legal no cenário energético do país. "Estamos abrindo novos espaços para discutir o desenvolvimento sustentável na Amazônia. A FIERO, através do Instituto Amazônia+21, está se posicionando como uma voz ativa e influente nesse debate", acrescentou Thomé.

A participação do presidente no evento é um marco para a FIERO, pois destaca a capacidade de Rondônia de influenciar discussões e decisões importantes no cenário nacional. A defesa da exploração da margem equatorial coloca a região amazônica e suas lideranças no centro das estratégias de desenvolvimento sustentável do Brasil, mostrando que o potencial da Amazônia vai além de suas fronteiras geográficas, alcançando novas dimensões de impacto econômico e ambiental.

O evento reuniu líderes do setor, especialistas em sustentabilidade, agentes reguladores e mercado financeiro. Participaram do painel, como palestrantes: Allan Kardec Duailibe Barros, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Flavio Andrade, CEO da OceanPact, João Correa, CEO da TGS do Brasil e Marcelo Thomé, presidente da FIERO e diretor executivo do Instituto Amazônia+21. A moderadora do painel foi Daniele Lomba, gerente geral de Licenciamento e Meio Ambiente da Petrobras.

 


Mais notícias

Nova edição da Sexta da Alegria movimenta o SESI de Pimenta Bueno

DR de Rondônia presente na Reunião Nacional de Gestores de Saúde e Segurança na Indústria

Presidente da FIERO participa da Semana de Sustentabilidade do BID Invest

SESI Lagoa promove nova edição do aulão preparatório para o ENEM