Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação em nosso site. Ao navegar, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Aviso de Privacidade e nossa Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

IMPRENSA
07 de October de 2022 - 11h55

A- A A+

Alunos do SESI de Pimenta Bueno participam de atividade no Rancho Água Clara

A visita idealizada e supervisionada pela professora Antia Maria de Oliveira, da unidade SESI-SENAI de Pimenta Bueno, contou com a parceria das professoras Maria Aparecida Duarte e Liane Porfirio Neto e a participação de alunos do terceiro, quarto e quinto anos, que tiveram uma manhã de aprendizado no Rancho Água Clara, de propriedade da família Foroni.

Em sala, cada turma estudou o conteúdo teórico sobre vários temas, dentre eles, matéria prima animal e vegetal, a relação entre as áreas urbana e rural, e ainda, a relação com os seres vivos.

Com o objetivo de contextualizar o conteúdo dado em sala de aulas, as professoras levaram as respectivas turmas, para in loco, conhecerem na prática as matérias primas utilizadas, bem como seus produtos derivados e o funcionamento de uma propriedade rural.  

Alexandre Foroni, proprietário do rancho, recepcionou as docentes e dos alunos e ressaltou que é fundamental o conhecimento adquirido através da prática. Ele falou sobre a importância do leite e o processo que o produto sofre para comercialização até chegar nos lares das famílias.

A aluna Eloísa Silva Ferrete, da turma do 3º ano, destacou que aprendeu sobre a extração do leite, a balança de caminhões e o gado. A Elena Vieira Santos, também do 3º ano, relatou que conheceu a fábrica de ração e aprendeu que o calcário foi uma das maiores descobertas dos cientistas.

“Sabemos que a integração da família com a escola, é fundamental para o sucesso na aprendizagem dos alunos”, afirma o gerente da unidade SESI-SENAI de Pimenta Bueno, Diógenes Pierre. “E quando essa integração se faz por meio de visitas técnicas, o valor agregado é ainda maior”, disse.

Pierre acrescenta que “tenho certeza que foi enriquecedor para os nossos alunos, o projeto desenvolvido pela professora Antia. Esse tipo de aula de campo, favorece muita informação, que perdura para a toda vida dessas crianças, marcando na memória, os aprendizados adquiridos”, garante.

O gerente aproveita para agradecer à família Foroni, por ter disponibilizado o espaço e se dedicado a transmitir mais conhecimentos aos nossos alunos. A experiência foi um sucesso”, finalizou Pierre.

Para a coordenadora Pedagógica, Renata Christyna Gaede de Lima, a visita técnica complementa o ensino-aprendizagem, por ser um recurso didático- pedagógico que, efetivamente, mostra ótimos resultados educacionais, já que os alunos vivenciam o dia a dia da organização da empresa ao ouvir, a observar e a sentir, tornando o processo mais motivador e significativo para a aprendizagem.

Renata acrescenta que “a visita técnica, enquanto ambiente não formal de aprendizagem, tem como despertar o aprender, motivando os estudantes a construir uma aprendizagem significativa”.


Mais notícias

SESI Saúde de Ji-Paraná integra ações na SIPAT da empresa Amazonbio

Unidade de Vilhena recebe certificação do Programa SESI de Gestão Escolar, em Brasília

Equipes do SESI-SENAI-IEL de Vilhena conquistam medalhas no torneio Conexão Robótica

Torneio Interno de Robótica reúne alunos, professores e comunidade na unidade SESI-SENAI-IEL Cacoal